Campina Grande perde um dos seus maiores escultores: Labas

Compartilhe essa notícia

O escultor campinense Antônio Barbosa Guimarães Filho, carinhosamente conhecido como Labas, faleceu nesta segunda-feira, 11, às 21h, no hospital Memorial São Francisco, em João Pessoa.

Labas sofreu uma parada cardíaca, após ter-se submetido a uma cirurgia para retirada de tumor maligno no olho esquerdo. Ele deixa seis filhos.

O corpo de Antônio Labas será velado, na manhã desta terça-feira, no Campo Santo Parque da Paz, Avenida Assis Chateubriand, Velame. O sepultamento ocorrerá no mesmo local, às 16h.

Antônio Labas foi um artista que deixou sua marca como desenhista, pintor, escultor, entalhador, gravador, tapeceiro, programador visual, restaurador, ceramista, modelador e professor da Universidade Federal de Campina Grande.

Labas se graduou em Comunicação Social pela antiga Universidade Regional do Nordeste, em 1977. Ministrou Museologia (UFPB e Funarte) e Conservação de Obras de Arte (UFPB/CCT).

Labas participou de várias exposições de artes plásticas e realizou trabalhos como projetos de arte pública para praças e prédios, esculturas [busto e corpo inteiro, de bronze], entalhes, placas, troféus, santos, vitrais e outras obras em Campina Grande e em várias cidades do Nordeste.

Las era irmão do também jornalista e professor Atalmir Guimarães, Mica, falecido recentemente.

 

Com Codecom/PMCG