Ricardo Coutinho lança desafio a prefeito de João Pessoa

Compartilhe essa notícia

O tema da terceirização está sendo o ponto de discórdia entre o governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB), que aponta isso como alternativa para o setor da Educação no Estado, e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que vem criticando a ação do socialista, enquanto que ele abre concurso para preenchimento de vagas da administração municipal.

Para o governador, Cartaxo tem dificuldade muito grande de compreensão das coisas ou está manipulando a verdade.

 

“Ele não sabe o que é terceirização. Aliás ele não sabe de muita coisa, basta olhar para a cidade de João Pessoa. O que eu estou fazendo é retirando os prestadores de serviço de uma situação precarizada e regularizando, ou seja, é o inverso do que ele acha”, explicou.

O governador disse ainda que Cartaxo não tem nenhuma proposta nova e não faz nada pela cidade de João Pessoa e só faz fechar serviços. Ele lembrou que enquanto a Capital tem um orçamento de R$ 2 bilhões e 500 milhões, ele já fez 2 mil e 400 km de estradas com 9 milhões em todo o Estado.

“O prefeito sequer consegue tapar os buracos da cidade, não faz saneamento, e a saúde bota nas costas do Estado. Portanto, é uma administração muito frágil e ainda se acha no direito de fazer críticas ao Estado. Mas, daqui a poucas semanas, todo esse discurso dele vai estar desmoralizado. Eu até faria uma aposta com ele porque se não for isso que eu estou dizendo, perco o meu mandato. Agora se for isso, ele assume o compromisso de sair, fazendo um bem ao povo para deixar de trabalhar com mentiras”, enfatizou.

Conforme Ricardo Coutinho, se o desafio não for aceito é porque sabem que estão plantando inverdades, porque se essa não for a solução para a manutenção de servidores de apoio das escolas, ele próprio perde o mandato de governador do Estado, argumentou.