TRAGÉDIA NA BR101. Repórter emocionada mostra que matou 21 pessoas

Compartilhe essa notícia

Um acidente envolvendo duas ambulâncias, uma carreta e um ônibus deixou 21 mortos e 22 feridos no km 343 da BR-101, em Guarapari, na Grande Vitória. A última atualização sobre as vítimas foi divulgada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), às 13h12. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o número de mortos pode ser maior, porque as equipes ainda estão trabalhando no local.

O acidente aconteceu por volta das 5h50 desta quinta-feira (22). Os dois sentidos da rodovia estão interditados para realização de perícia no local.

O ônibus é da viação Águia Branca e seguia de São Paulo para Vitória com mais de 30 passageiros. As ambulâncias eram dos municípios de Alfredo Chaves e Jerônimo Monteiro. O caminhão transportava rochas. A polícia suspeita que a carreta pode ter causado o acidente.

Vítimas

  • Pelo menos 13 mortos e 19 feridos estavam no ônibus
  • 1 morto e 5 feridos leves estavam na ambulância do município de Jerônimo Monteiro
  • 3 feridos estavam na ambulância de Alfredo Chaves
  • 1 morto era o motorista do caminhão
  • 22 pessoas foram socorridas para hospitais
  • Há 6 mortos ainda sem informação de qual veículo estavam

Como aconteceu?

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a carreta, que transportava rocha, invadiu a contramão e bateu com um ônibus da Viação Águia Branca, que seguia de São Paulo para Vitória.

As duas ambulâncias seguiam atrás do coletivo e também foram atingidas. Os dois veículos pertencem aos municípios de Jerônimo Monteiro e Alfredo Chaves.

Testemunhas contaram que, assim que o caminhão bateu no ônibus, o coletivo partiu ao meio e, em seguida, pegou fogo.

Os passageiros do ônibus receberam os primeiros socorros na rodovia. Alguns foram levados para hospitais da Grande Vitória de helicóptero. Ainda segundo a PRF, a maioria das vítimas teria morrido carbonizada.

O secretário de Saúde de Jerônimo Monteiro, José Maria Justo, disse que o veículo do município era uma Doblô. Nela, estavam o motorista e cinco passageiros – três pacientes e dois acompanhantes. Segundo Justo, para evitar a colisão com a carreta e o ônibus, o motorista tentou desviar para o acostamento, mas acabou batendo na traseira da ambulância de Alfredo Chaves.

O motorista morreu no local do acidente e os passageiros não tiveram ferimentos. “Estamos com um sentimento de tristeza muito grande. Perdemos um colega de trabalho. Agora, os passageiros estão na sede da polícia em Anchieta, aguardando o transporte da prefeitura para que possam voltar para Jerônimo Monteiro”, disse o secretário.

A Prefeitura de Alfredo Chaves informou que na ambulância do município estavam um motorista, uma paciente e um acompanhante. Os três estão bem e já receberam atendimento médico. Segundo a prefeitura, o motorista tentou desviar do acidente e acabou capotando. A paciente seguia para um hospital de Vitória para tratar de uma torção no pé.

Mortos identificados

  1. O motorista da ambulância Fiat Doblô, da Secretaria de Saúde de Jerônimo Monteiro, no Sul do Estado, identificado como Alicinaldo Zampili Vargas, 36 anos, está entre as vitimas do grave acidente. No veículo estavam outras seis pessoas que ficaram ilesas.

Feridos identificados

  1. O motorista Mac Vinícius, que mora no Sul da Bahia, era um dos passageiros do ônibus. Ele contou que estava dormindo no momento do acidente. “Eu estava sentado na cadeira 11. Estava dormindo, quando acordei vi todo o sofrimento”, contou.
  2. O ajudante geral Gentil Pinto dos Santos também está entre os feridos do acidente. “Só vi quando o ônibus deu uma brecada e não deu para ver mais nada”, contou.

Águia Branca

A Viação Águia Branca informou ao G1 que dentro do ônibus estavam 31 passageiros e o motorista. Uma equipe da empresa está no local do acidente prestando assistência aos passageiros. Ainda não há a confirmação de quantos mortos e feridos do coletivo.

Trânsito

A Eco 101, concessionária que administra a via, disse que a pista segue completamente interditada no km 343. Por volta das 10h, havia congestionamento de 5 km no sentido Norte. Já no sentido Sul, o trânsito estava sendo desviado no km 335, próximo ao trevo de Guarapari. Na hora da gravação do vídeo a seguir, o registro ainda era de 15 mortes, mas, agora a tarde já foram confirmadas 21 mortos.

ASSISTA COM IMAGENS DE Juliana Racanelle Vlogueira

 Com G1