Presidente da OAB explica motivações de pedido de impeachment de Temer

Compartilhe essa notícia

Em entrevista nesta segunda-feira (22), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), e membro do conselho nacional da OAB, Paulo Maia, explicou quais os motivos que levaram à instituição a pedir o impeachment do presidente Michel Temer (PMDB).

Segundo Maia, Temer cometeu crime de responsabilidade fiscal ao receber o empresário Joasley Batista, da JBS, que acusou, em delação , o presidente de comprar o silêncio do aliado preso, o ex-deputado Eduardo Cunha.

Foto: Paraibaonline

– Depois de mais de sete horas de discussão, o conselho federal da OAB entendeu que devia autorizar a abertura de impeachment de Michel Temer. A espinha dorsal foi ele ter recebido em horário fora do normal, sem agendamento, o Joesley, que entrou sem se identificar, e o teor das conversas que apontam crime de responsabilidade fiscal – justificou.

Paulo disse ainda que a atual conjuntura política do país “é fruto de um modelo político que favorece essa situação e que afasta os homens de bem”.

Questionado sobre as reformas propostas, o advogado disse que não vê possibilidade de aprovação.

– Eu entendo que não há elementos para aprovar eleição indireta e nem as reformas propostas – frisou.