Governo da PB diz que lista de codificados não é correta e tem “inconsistências”

Compartilhe essa notícia

O Governo do Estado explicou, na tarde desta segunda-feira (22), através de nota, a “lista de codificados” que foi divulgada por um blog da Capital nesse fim de semana. A lista mostra uma relação de mais de 8 mil pessoas que receberiam da gestão sem serem comissionadas ou concursadas ou terem qualquer tipo de contrato. Segundo o autor da publicação, a maioria dos “codificados” estaria lotado na Secretaria de Saúde do Estado.

A nota afirma que muito dos funcionários na lista são efetivos, que a lista não corresponde à base correta dos dados oficiais e que os valores de salários pagos divulgados na lista foram duplicados, “entre outras inconsistências”.

Confira:

NOTA

A Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba vem a público rechaçar a exploração irresponsável de lista, recentemente divulgada, referente a funcionários – muitos deles efetivos – que prestaram ou prestam serviços nas unidades públicas geridas por esta pasta.

Divulgada sob interesses escusos, a lista referente ao mês de novembro de 2015, objetivamente, NÃO corresponde à base correta dos dados oficiais, conforme pode atestar o próprio Tribunal de Contas do Estado.

Entre as inconsistências, a duplicação dos valores referentes aos salários pagos, o que elevou, na lista divulgada, o total dos pagamentos em mais de R$ 8 milhões.

A Secretaria informa que irá adotar providências jurídicas contra os que, de maneira indevida, façam, doravante, o uso e exploração de má fé da lista. E lamenta que os interesses políticos patrocinem a manipulação de dados oficiais para fins suspeitos.

Da redação