Presidente do Grupo Editorial Record morre aos 68 anos, no Rio

Compartilhe essa notícia

O presidente do Grupo Editorial Record, Sergio Machado, morreu hoje (20), aos 68 anos, no Rio de Janeiro.

Segundo nota divulgada pela editora, a morte foi provocada por complicações decorrentes de uma cirurgia feita em novembro do ano passado.

O corpo será sepultado hoje mesmo, às 16h30, no Cemitério do Caju.

Sergio começou a trabalhar na Editora Record quando tinha 24 anos, a convite de seu pai, Alfredo Machado, que fundara a empresa junto com o tio de Sergio, Décio Abreu.

Em 1991, com morte do pai, ele assumiu a presidência da empresa.

À frente do grupo, Sergio adquiriu outras editoras e criou vários selos para diversificar seu catálogo.

Hoje, a editora é responsável por 8 mil títulos e se considera o maior conglomerado editorial da América Latina.

Ele deixa a mulher, três filhas e três netos. Sua irmã, Sonia Machado Jardim, assume a presidência da empresa.