Artur Almeida diz que o ambiente da PMCG é voltado para fazer política

Compartilhe essa notícia

O pré-candidato a prefeito de Campina Grande Artur Almeida falou que a cidade tem sido gerida há muito tempo de uma forma equivocada atendendo interesses de grupos políticos que administram o município.

– Não vejo nenhuma diferença do que está sendo feito aqui do que era feito no passado. No momento em que Campina tiver oportunidade de ser gerida por alguém que conheça efetivamente gestão, por alguém que não tenha nenhum projeto personalista, que queira dar sua contribuição exclusivamente como cidadão, eu tenho certeza que a cidade vai se desenvolver muito – afirmou.

 

Artur acredita que um agente político pode fazer um bom governo se for para todas as classes sociais. O prefeitável afirmou que 14% dos jovens da cidade não estão trabalhando e nem estudando.

Além disso, ele falou que a Prefeitura Municipal de Campina Grande é voltada para fazer política.

– Todo o ambiente econômico da Prefeitura é voltado, exclusivamente, para fazer política. Apesar de nós estarmos em crise, Campina aumentou a folha em mais de 1.200 servidores de janeiro a abril no ano de crise econômica. Agora sabe pra quê? Para que possa servir de cabo eleitoral. Campina está entre as 300 maiores cidades do país, a gestão fiscal de Campina Grande ocupa a posição 3.113 no país, a cidade não tem liquidez, não consegue pagar as suas contas porque não há equilíbrio fiscal e equilíbrio financeiro – criticou.