Mariz sobre Nazito: É preciso que alguém desenhe para ele entender a Legislação

Compartilhe essa notícia

O procurador-geral do município de Campina Grande, José Fernandes Mariz, respondeu às declarações do presidente do Sintab, Nazito Pereira, que disse saber que a Prefeitura de Campina Grande iria pedir a ilegalidade da greve.

Na declaração, Nazito disse que o atual e os ex-prefeitos em vez de resolverem a questão apelam para a amizade com juízes para pedir a ilegalidade do movimento paredista.

 

Mariz (foto) rebateu que a declaração do sindicalista ‘foi de uma estupidez grande e com falta de conhecimento da legislação”.

Segundo ele, a lei da greve não foi regulamentada no Brasil e por isso os juízes tornam a paralisação ilegal.

O procurador classificou a greve dos servidores da Saúde de Campina Grande, através do Sintab, de movimento político.

– É preciso que ele (Nazito) entenda e que alguém do corpo jurídico o avise com palavras, e se precisar desenhe num papel, dizendo que isso não é coisa da Paraíba, mas que no Brasil inteiro todas as greves são decretadas ilegais porque não existe regulamentação pra isso – explicou.