Funcionários terceirizados do Trauma de CG paralisaram as atividades

Compartilhe essa notícia

Em Campina Grande, no Hospital de Trauma, 140 funcionários da limpeza pararam as atividades. Eles alegam que estão com dois meses de salários atrasados.

Segundo informações, os funcionários disseram que só irão recolher o lixo, mas não irão fazer nenhuma limpeza no hospital até que os salários estejam em dia.

O diretor do Trauma, Geraldo Medeiros, explicou que são funcionários terceirizados e que a empresa Staff é a responsável. Segundo ele, o hospital já empenhou o pagamento, mas o sistema só libera se a empresa estiver quite com todos os tributos e a empresa não dispõe da certidão negativa junto a Receita Federal.

A direção da empresa Staff afirmou que irá hoje ainda à Receita Federal para tentar resolver o problema.