Jovens criam comissão para exigir dos vereadores de Campina cobrança ao Executivo

Compartilhe essa notícia

Um grupo de jovens campinenses se reuniu há alguns meses para tentar formar uma comissão e cobrar da Câmara Municipal de Campina Grande uma postura de fiscalização em relação ao poder público municipal.

Segundo Felipe Félix, um dos integrantes da Comissão de Iniciativa Popular, o objetivo é exigir que os vereadores cumpram o papel de fiscalizar o Poder Executivo.

Segundo ele, muitas promessas de campanha, não foram cumpridas, obras, como de pavimentação de paralelepípedo e asfalto não foram iniciadas, e os vereadores, tanto da oposição quanto da situação, têm que cobrar do prefeito Romero Rodrigues.

– Tendo em vista a inexistência de cobrança dos vereadores junto a Prefeitura, de muitas obras e promessas que foram feitas, decidimos nos reunir e levar a demanda aos vereadores, para que eles possam cobrar do prefeito. Queríamos muito que os vereadores cumprissem seu papel de fiscalizar e dar resposta às ações do município. Vemos muitos vereadores defendendo o prefeito, mas queremos que eles fiscalizem, que vá aos postos de saúde, nas obras, e verificar se tudo o que foi licitado foi entregue – argumentou o jovem.

Ele ainda contou que teve encontro com a presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Ivonete Ludgério, há pelo menos dois meses, mas ainda não teve resposta dos pleitos levantados.

 

O grupo quer a abertura da Tribuna Livre na Casa de Félix Araújo, para exigir respostas do poder público municipal.

– Nos reunimos com a presidente. Ela nos deu o prazo de 30 dias para dar uma resposta, mas já faz quase dois meses e não tivemos retorno, mas sinceramente não acredito que vamos receber. Não acredito que os vereadores da situação na Câmara tenham coragem de afrontar e cobrar o prefeito. Entramos com requerimento para usar uma das ferramentas que é a Tribuna Livre, que qualquer cidadão pode usar, e falar das coisas que os vereadores deveriam falar. Estamos esperando o processo interno para podermos usar o espaço – disse.