Estados recuam na privatização do setor de saneamento

Compartilhe essa notícia

O programa de privatização de companhias estaduais de saneamento perdeu força com a proximidade das eleições para governador em 2018, destaca o jornal Folha de São Paulo.

De 18 Estados interessados, apenas sete tiveram estudos de viabilidade iniciados e possuem projetos que podem virar editais no próximo ano.

É possível que o número caia mais. Empresas contratadas pelo BNDES para estruturar as propostas reclamam de entraves.

Nos locais onde os governadores tentarão a reeleição, a dificuldade será maior, diz um dos grupos interessados nos ativos.

*fonte: uol