Deputado vai entrar com duas ações na Justiça contra o prefeito de João Pessoa

Compartilhe essa notícia

Tão logo assumiu o mandato na Assembleia Legislativa, o deputado Aníbal Marcolino (PSD) vem cumprindo à risca com o seu posicionamento de governista.

Durante a sessão desta terça-feira (22), o deputado anunciou na Tribuna da Casa que vai acionar o Ministério Público contra o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

Segundo ele, serão duas ações para investigar o prefeito da Capital. A primeira é referente à construção da ciclovia da Beira-Rio, que ainda não foi concluída.

“Ainda não terminaram e está uma destruição geral. O dinheiro que era pra concluir a ciclovia, o prefeito está destinado às calçadas de todas as lojas particulares. É muito dinheiro público e o prefeito não poderia estar utilizando os recursos dessa forma. Nós vamos pedir a investigação do Ministério Público”, disse.

A outra ação é em relação que ele chamou de “indústria de multas”, que conforme o deputado, a Prefeitura vem tirando do bolso cidadão e colocando caça-níquéis em todos os locais da cidade.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Na gestão passada, o prefeito passou vários meses para resolver o engarrafamento da Pedro II, agora acabou com terceira faixa e ainda colocou várias câmeras para multar os motoristas. O negócio do prefeito é arrecadar e ninguém sabe quantos milhões estão sendo arrecadados”, argumentou.

Ele reclamou que a mudança no trânsito com faixa exclusiva para ônibus aconteceu sem nenhuma campanha educativa. Além disso, criticou os buracos nas ruas da cidade .

“E nem adianta dizer que é por conta das chuvas. O que falta mesmo é planejamento, porque se tivesse feito o reparo antes do inverno a cidade não estaria desta forma e esse dinheiro arrecadado das multa serve para isso, mas, infelizmente, o prefeito só pensa em viajar”, enfatizou.