Operador de propina denuncia dois senadores do PMDB

Compartilhe essa notícia

Apontado como operador de propinas do PMDB, Jorge Luz disse ao juiz Sérgio Moro que foi acertado pagamento de R$ 11,5 milhões de desvios da Petrobrás para os senadores peemedebistas Renan Calheiros (AL) e Jader Barbalho (PA), o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) e para o ex-ministro Silas Rondeau, de Minas e Energia.

Foto: Montagem/ Paraibaonline

Os citados negam. Os valores teriam sido depositados em uma conta na Suíça, de acordo com o jornal O Estado de São Paulo.

*fonte: estadao