Presidente da ALPB desapropria prédio comercial para abrigar serviços do Legislativo

Compartilhe essa notícia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gervásio Maia (PSB) acabou de uma vez por toda com o assunto da mudança da sede do Poder Legislativa da Praça João Pessoa, localizada no Centro da Capital.

É que algumas alternativas foram encontradas para melhorar os serviços da Casa, tanto para a questão de estacionamento dos carros dos parlamentares quanto para a expansão das atividades legislativas de alguns setores.

O presidente disse que está viabilizando um projeto para resgatar o prédio histórico do Paraíba Palace para abrigar diversos setores do Poder Legislativo que estão espalhados pelo Centro da cidade, por conta do pouco espaço físico do edifício sede.

“É um prédio tombado e é importante que possamos resgatar a nossa história trabalhando a preservação. O sentimento nosso é o de procurar transformar o Paraíba Palace em um Centro Administrativo do Poder Legislativo. Vamos desalugar cinco anexos e levar pra lá. Isso vai trazer uma economia significativa ao Legislativo e vai dinamizar o funcionamento das atividades administrativas. Dando tudo certo, em breve, teremos um endereço único nesse histórico prédio”, anunciou.

Foto: Paraibaonline

Conforme o presidente, o Paraíba Palace está totalmente reformado, portanto a Assembleia Legislativa não vai gastar nada em relação a isso.

Na pactuação que está sendo feita, o Poder Legislativo vai receber o prédio climatizado, dimensionando no que diz respeito ao tamanho das salas e pronto para o funcionamento.

Outra alternativa encontrada para a falta de estacionamento foi a desapropriação de um prédio comercial de três pavimentos localizado a poucos metros da sede.

A desapropriação foi publicada no Diário do Poder Legislativo (DPL) desta quarta-feira (26).

A avaliação do prédio chegou perto do valor de R$ 2 milhões. Preço considerado justo pelo presidente dentro das pesquisas feitas.

“O que se busca é preparar o Poder Legislativo para o futuro. Todos nós sabemos que a população paraibana não quer que a Assembleia Legislativa saia da Praça dos Três Poderes. Não queríamos gerar impacto negativo na economia da Capital. Um dos problemas é a falta de estacionamento e esse prédio tem um espaço muito amplo para resolver definitivamente o problema de estacionamento da Casa”, destacou.