Vital Filho alega que não teve acesso ao conteúdo das delações

Compartilhe essa notícia

O ministro paraibano Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União, divulgou nota, através de sua assessoria, alegando que ele e a sua defesa não tiveram acesso ao conteúdo do pedido de abertura de inquérito acatado pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

“O ministro está à disposição das autoridades e confia que será comprovada a falta de relação entre ele e os fatos investigados”, assinala o texto.