Relator propõe 100 mudanças na CLT e o fim do imposto sindical

Compartilhe essa notícia

O relator da reforma trabalhista do governo Michel Temer, Rogério Marinho (PSDB-RN), apresenta hoje a versão final de sua proposta à bancada tucana na Câmara Federal, informa o jornal Folha de São Paulo.

 

No texto, Marinho altera mais de cem artigos do regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Além disso, cria ao menos duas modalidades de contratação: a de trabalho intermitente, por jornada ou hora de serviço, e o chamado teletrabalho, que regulamenta o trabalho de casa.

O fim do imposto sindical também está previsto na proposta apresentada por ele. O governo deve ficar neutro na discussão sobre o tributo, que deve gerar reação das principais centrais sindicais, ainda conforme o jornal.

*fonte: uol