Stiupb convoca sociedade para sessão na Câmara nesta quinta

Compartilhe essa notícia

Após participar da coletiva de imprensa no Palácio da Redenção, em João Pessoa, dia 04 último, quando o Governador Ricardo Coutinho anunciou que não haverá a privatização da Cagepa por parte do Estado, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb), Wilton Maia Velez, estará na Câmara Municipal de Campina Grande nesta quinta-feira, 06, às 10h, para participar de uma Audiência Pública onde será apresentado o Plano Municipal de Saneamento Básico, que é, na verdade, a intenção da Prefeitura Municipal campinense em querer municipalizar os serviços de água, esgoto e coleta domiciliar na cidade.

Para tanto, o presidente do Stiupb está convocando os trabalhadores e estarem presentes à Câmara Municipal nesta quinta: “Disse e repito. Água não é mercadoria. E não deve ser tratada como um produto para satisfazer os interesses de quem defende interesses privativos”.

Wilton Maia disse esperar que a Prefeitura reveja essa ideia absurda de querer municipalizar a Cagepa. “Não iremos ficar calados e nem aceitaremos essa punhalada nas costas dos paraibanos”.

Wilton Maia tem mostrado que a Cagepa tem se apresentado uma empresa que não tem dado prejuízos financeiros ao Estado e que tem agido com eficiência na prestação de serviços: “a companhia foi saneada economicamente e atualmente tem superávit, e quando falamos de prestação de serviço, cabe deixa claro que a CAGEA tem a menor taxa de desperdício de agua do Nordeste (36,7%)”.

Em relação a saneamento, evidencia a nota, que esse serviço a Cagepa executa muito bem: “Estudo elaborado pelo Instituto Trata Brasil, revela que dois municípios paraibanos estão muito bem posicionados no novo Ranking do Saneamento Básico das 100 maiores cidades brasileiras. O levantamento, divulgado nesta segunda-feira (20/02), mostra que Campina Grande ocupa a 18ª posição no País, sendo a segunda melhor do Nordeste. Na 42ª colocação geral, João Pessoa aparece em 1º lugar entre as capitais nordestinas e a 9ª no Brasil”.

Em comparação ao estudo divulgado no ano passado, conforme o sindicalista, Campina Grande subiu 11 posições, saltando da 29ª colocação no ranking de 2016 para a 18ª. Assim como João Pessoa, a Rainha da Borborema também aparece entre as 16 cidades no Brasil em que 100% da população urbana é atendida com água tratada.

Já em relação ao esgotamento sanitário, as duas cidades paraibanas também se destacam no ranking. Campina Grande tem uma cobertura de 88,28%, enquanto João Pessoa de 75,71%. O estudo do Instituto Trata Brasil, levou em consideração os dados coletados no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) e serve para comprovar a eficácia da CAGEPA na prestação dos serviços no Estado em João Pessoa, Campina Grande e em todas regiões da Paraíba.