Presidente do Stiupb avalia decisão da não privatização da Cagepa como histórica

Compartilhe essa notícia

 

Na condição de representante dos funcionários da Cagepa, Energisa, Chesf e termelétrica, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), Wilton Maia Velez, integrou a mesa de honra na solenidade presidida pelo Governador Ricardo Coutinho, na manhã do último dia 04, quando foi anunciado a não privatização da Cagepa.

Na sua fala, Wilton Maia disse que o anúncio feito pelo Governo é o resultado de uma luta que vem sendo travada pelo Sindicato há muiyo tempo, com a realização de várias assembleias e de uma Audiência Pública, recentemente, na sede da OAB.

“Desde o mês passado que estávamos fazendo essas tratativas sobre o assunto. Retiramos dois processos, bem como fizemos o congelamento salarial, demonstrando que a categoria está com o Governo e comprou esta briga, abrindo mão de algumas coisas, em nome de algo muito maior que é o saneamento público na Paraíba. Mais de 1 milhão de paraibanos hoje pagam tarifa social. Como isso ficaria com a privatização, se quem privatiza quer ter lucro? Não dá simplesmente para privatizar uma companhia no Estado e criar zonas de subdesenvolvimento em algumas regiões”, disse o representante do Sindicato, Wilton Maia.

“Nessas reuniões e nas entrevistas que concedemos, buscamos mostrar que a água não é mercadoria e que a Cagepa, mesmo com o racionamento, não deixou a população sem o precioso líquido”.

Sobre a possibilidade da Prefeitura vir a municipalizar a Cagepa, Wilton afirmou: “Não ficará pedra sobre pedra diante daqueles que ousarem municipalizar/privatizar a água em nosso Estado”.

A decisão do Governador representa, conforme Wilton, “Um dia histórico pra categoria cagepiana e o povo paraibano. O maior patrimônio público dos paraibanos continuará sendo PÚBLICA”, acrescentou o presidente do Stiupb.

“Concordo com o governador quando disse: – A Paraíba que disse Nego à República Velha vem, mais uma vez, proclamar um Nego à alienação do maior patrimônio que o povo da Paraíba dispõe, a Cagepa”.