Secretária diz que PMCG perdeu o convênio do desassoreamento do açude de Bodocongó

Compartilhe essa notícia

Diante da inauguração do Parque de Bodocongó em Campina Grande, que acontece neste sábado, 1, a secretária executiva da Casa Civil do Governo do Estado, Ana Cláudia Vital do Rêgo, comentou sobre o impasse em relação ao desassoreamento do açude do mesmo nome.

Segundo Ana, em 2011, havia uma emenda do governo federal no valor de R$ 8 milhões e uma contrapartida da Prefeitura Municipal no valor de R$ 334 mil, em um convênio feito na gestão do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo, para realizar o desassoreamento.

Porém, ela afirma que a atual gestão do prefeito Romero Rodrigues perdeu o convênio por não atender as regras da Suplan.

– Em 2011, existia uma emenda no valor de R$ 8 milhões e uma contrapartida da prefeitura municipal no valor de R$ 334 mil. O início da vigência do convênio era no dia 10 de janeiro de 2012, e o final no dia 8 de janeiro de 2015. Na época, ainda na gestão do ex-prefeito Veneziano, a inserção foi feita no Ministério da Integração. Ao concluir o governo, Veneziano deixou um pedido de prorrogação, junto ao Ministério da Integração. Do dia 28 de janeiro de 2013, o ministério solicitou à prefeitura o cumprimento de algumas pendências que ocorriam no convênio. Infelizmente, as pendências não foram atendidas pela atual gestão da prefeitura e o convênio foi cancelado. A atual gestão, mais uma vez, perdeu um convênio que foi deixado por Veneziano – explanou.