Deputado diz que suspensão de sua CNH é retaliação do governo do Estado

Compartilhe essa notícia

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) se pronunciou sobre a suspensão por 12 meses, do direito de dirigir, após determinação do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), .

O parlamentar explicou que o fato ocorreu no ano de 2013, após fazer teste do bafômetro em uma blitz da Lei Seca.

– Na verdade, em 2013, eu tinha ingerido uma taça de vinho. Quem me conhece, sobretudo o pessoal de Campina Grande, sabe muito bem que eu ingiro pouquíssima bebida alcoólica, nunca ninguém me viu em bar bebendo e quando passei tinha uma blitz da Lei Seca. Eu próprio fiz questão de fazer o teste do bafômetro para não sair, justamente, essas notícias-  esclareceu.

Segundo Tovar, a divulgação da suspensão de sua carteira de habilitação, que foi feita pelo Diário Oficial do Estado, foi uma retaliação do governo estadual.

– Fiquei surpreso pela retaliação do governo, que está com as baterias armadas para cima de mim, o que de certa forma me deixa com responsabilidade maior e até feliz por isso. Mostra que estamos incomodando o governo, quando na semana passada perguntamos quem pagou a conta da visita dos ex-presidentes Lula e Dilma, que não tem problema nenhum virem visitar a Paraíba ou até mesmo a transposição. A revista Isto é encontrou indícios de que foi o próprio governo do Estado e o Ministério Público Federal abriu investigação – disse.

O deputado afirmou que o fato não o intimida e se prepara cada vez mais para fazer o seu papel.