Prefeitura de Monteiro pretende municipalizar serviço de água e esgoto

Compartilhe essa notícia

Apesar de as águas do São Francisco estarem enchendo os açudes que fazem o abastecimento da cidade de Monteiro, Cariri, a Cagepa ainda não finalizou o racionamento e devido à demora do órgão estadual, a prefeitura local já pretende municipalizar os serviços de água e esgoto.

 

De acordo com a prefeita Ana Lorena (PSDB), apesar das festas em torno da chegada da água, o sofrimento da população ainda persiste, pois o líquido ainda não chegou às torneiras e a Cagepa não dá previsão para que isto ocorra.

– O açude de Poções chegou a um nível que poderia começar a distribuição da água à população. As contas da Cagepa estão chegando, mas até agora ela não deu satisfação. Então não poderíamos ficar de fora dessa responsabilidade e estamos avaliando a possibilidade de municipalizarmos o sistema de abastecimento – disse.

Segundo a prefeita, a cidade deve alcançar 98% de saneamento básico e, com oferta hídrica garantida, ela diz não ver dificuldades para o órgão municipal gerenciar as águas.

Ana Lorena ainda denunciou que a Aesa está notificando moradores da zona rural que têm poços artesianos, afirmando que os mesmos não têm autorização e nem a outorga.

Disse ainda que a zona rural não tem abastecimento via tubulação e que alguns agricultores só têm acesso à água através de carros-pipa, por isso muitos escavaram os poços.