Manoel Jr. teme isolamento do partido em caso de candidatura própria

Compartilhe essa notícia

O vice-prefeito de João Pessoa e presidente do PMDB em João Pessoa, Manoel Jr., rechaçou a “obsessão” de Lira e Veneziano pela tese de candidatura própria do partido para o Governo do Estado no ano que vem.

Manoel lembrou das eleições de 2014 quando, para lançar candidatura própria, o partido abriu mão de algumas alianças e acabou ficando isolado.

“Essa é uma visão míope a de impor candidatura, porque na ultima eleição nós tivemos um candidato próprio que foi o irmão do deputado Veneziano, hoje atual ministro do TCU, Vital do Rêgo. Ele foi candidato do PMDB e nos deixou numa situação de isolamento, quase que nós não elegíamos deputados”, comentou.

O vice-prefeito da Capital falou ainda em “milagre”, na eleição dos deputados federais e estaduais, e de “situação vexaminosa”.

“Foi um milagre, foi a mão de Deus nós elegermos três federais e quatro estaduais além de um senador. Foi uma situação vexaminosa, então não necessariamente se o PMDB não tiver um candidato a governador, o partido não participa das eleições ou da aliança , isso não é uma visão politicamente correta”, finalizou.