Após derrota, diretoria do Campinense anuncia saída de técnico

Compartilhe essa notícia

A paciência da diretoria do Campinense com o técnico Sérgio China acabou nesta quinta-feira (23), um dia depois do time perder para o Santa Cruz por 1 a 0, na última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste.

 

Através das contas do clube nas redes sociais, a demissão do treinador foi anunciada no final da manhã.

O PARAIBAONLINE apurou que desde as primeiras horas da manhã o presidente William Simões e o gerente de futebol Marquinhos Marabá trabalham para acertar com um profissional ainda nesta quinta.

O nome do técnico Francisco Diá, bicampeão estadual com o Rubro-Negro (2015 e 2016) e vice-campeão do Nordestão (2016) está na pauta novamente, como esteve após a demissão de Paulo Foiani em janeiro. Porém o treinador atualmente comanda o Sampaio Corrêa e sua vinda é considerada difícil.

A Raposa se classificou com uma rodada de antecedência para as quartas de final do torneio regional, porém as performances do time não estavam agradando a diretoria. E muito menos aos torcedores, que a cada jogo aumentavam o tom das críticas, seja nos jogos ou até nos treinamentos.

Sérgio China, que estreou num clássico contra o Treze, no dia  22 de janeiro, comandou o Campinense em 17 partidas, conquistando nove vitórias, cinco empates e três derrotas, perfazendo um aproveitamento de 62% dos pontos disputados.

O treinador pegou a equipe na sexta colocação do Campeonato Paraibano e deixou na vice-liderança, além da eliminação na Copa do Brasil (2 a 0 para a Ponte Preta) e a classificação no Nordestão.