Tovar destaca crescente violência contra bancos na Paraíba

Compartilhe essa notícia

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) utilizou a tribuna na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (15), pra falar da onda de explosões, roubos e arrombamentos contra bancos e correspondentes bancários no Estado. Destacou um grande problema que vivencia a população da cidades pequenas que é a falta de dinheiro.  O tucano disse que situação é tão grave, que motivou uma matéria em rede nacional.

A matéria mostrou que a população de muitas cidades, com destaque para a região do Cariri, precisa se deslocar até municípios vizinhos para sacar dinheiro, pois as agências encontram-se fechadas. O problema vem causando problemas no comércio, pois a população não tem como sacar dinheiro para fazer as suas compras. Destacou ainda que de 2011 a 2016 já foram 583 ocorrências contra bancos na Paraíba.

O parlamentar informou que não existem dados oficiais sobre à violência contra bancos, Lotéricas e Correios e até o Sindicato dos Bancários que fazia o mapeamento de ataques à bancos, parou de divulgar os números. Levantamento realizado pela equipe de Tovar, junto a portais de notícias, constatou 23 ocorrências contra bancos este ano, entre elas explosões, arrombamentos, assalto e tentativas de roubos.

Segundo Tovar, a fórmula para combater a criminalidade é simples: maior efetivo, uso da inteligência e condições de trabalho adequada. “Isso é tudo o que não temos aqui. Nossos policiais recebem os piores salários do Brasil. Em muitas cidades, não possuem armamento adequado e nem viaturas”, comentou.

“Ouvi certa vez especialistas em segurança afirmarem que “Segurança Pública se faz com pessoas que conseguem aliar boas ideias, planejamento e ação”. Acrescentaria a esses três itens: sensibilidade para reconhecer o problema, humildade para admitir os erros e boa vontade para fazer o correto, o necessário. Infelizmente, tudo o que falta no atual Governo do Estado e isso reflete na situação que vivenciamos: perdemos o direito de ir e vir e podemos ser vítimas de violência até dentro de nossas casas”.

Efetivo – O efetivo, de acordo com o deputado, é um problema que tira o sono dos paraibanos.  Para atender a população paraibana o Estado deveria ter 17.935 policiais, segundo a ONU, mas só tem 9.874 homens e mulheres. “Temos apenas 55,1% do efetivo que seria necessário! Segundo a ONU se faz necessário um policial para cada 250 habitantes e na Paraíba, atualmente, é um policial para cada 433 habitantes. Em Campina Grande, a estatística é de um policial para cada 650 habitantes”, disse.

Enquete – O problema da segurança, conforme destacou Tovar, deixa a população tão aflita que em uma enquete que o parlamentar realizou nas redes sociais sobre que temas deveria abordar na Casa de Epitácio Pessoa, 50% dos internautas responderam segurança.

MaisPB com Assessoria