Socialite Heloísa Faissol é encontrada morta em apartamento no Rio

Compartilhe essa notícia

A socialite e cantora de funk Heloísa Faissol, de 46 anos, foi encontrada morta no apartamento em que morava em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

A informação foi confirmada ao UOL nesta sexta-feira (3) pelo filho da socialite, José Arthur Gerdes (19), que a encontrou sem vida.

O caso está sendo investigado pela 13ª Delegacia de Polícia do Rio, em Ipanema. “Um procedimento foi instaurado para apurar a morte de Heloísa Worms Pinto,  cujo corpo foi encontrado ontem à tarde em um apartamento localizado na Rua Sousa Lima, Copacabana. Perícia foi realizada no local e diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do ocorrido”, informou em nota a assessoria de imprensa da polícia do Rio.

Ainda segundo a polícia, o corpo da socialite “foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para determinar a causa da morte”. O corpo será cremado no sábado, às 11h, na capela 9 do Memorial do Carmo, no Rio.

Heloísa Worms Pinto, mais conhecida como Heloísa Faissol, ficou famosa como Helô Quebra Mansão com o hit “Dou Pra Cachorro”. Ela ficou em terceiro lugar no reality show “A Fazenda”, em 2014. A socialite era cunhada do cantor e compositor João Gilberto e filha do renomado dentista Olympio Faissol.

A funkeira deixa um filho, José Arthur, fruto de relacionamento com o dentista Renê Gardes. Em 2012, quando o rapaz tinha ainda 15 anos, os dois disputaram na Justiça a guarda do garoto.

Faissol adotou o nome “Helô Quebra-Mansão”, em alusão a Tati Quebra-Barraco, quando começou a cantar funks e organizar festas no Morro da Babilônia. A socialite morou na Suíça e na França e tem formação em marketing.