Vereador crê que colegas manterão acordo pela disputa da presidência da CMCG

Compartilhe essa notícia

Nos últimos dias, surgiram ilações, na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), sobre possivelmente acabar o acordo entre parlamentares que aponta o vereador Marinaldo Cardoso (PRB) como presidente da Casa no 2º biênio.

O motivo do possível fim do acordo seria a interferência de parlamentares, inclusive, do presidente da Câmara, Pimentel Filho (PSD), que não deixou a disputa.

Em entrevista, Marinaldo falou que teve conhecimento de informações de que Pimentel Filho estaria articulando para conquistar votos e levar a eleição para o 2º biênio.

– Eu vejo isso de forma até natural, até porque é um direito dele na qualidade de vereador de postular uma das vagas. Ele está postulando, ele ainda resiste, mas não vejo ele com número suficiente. A não ser que eu não acredite que aconteça por parte dos 16 nomes que estão firmes com a nossa candidatura e 19 com a candidatura da vereadora Ivonete, sejam retirados. Todos assinaram um documento se comprometendo a seguir nessa linha de pensamento. Pela vontade do homem, acredito que já está prego batido e ponta virada – destacou.