Juiz rebate críticas: “É lamentável que um advogado venha com palavras vazias”

Compartilhe essa notícia

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB), Seccional Campina Grande, Jairo Oliveira, teceu duras críticas nessa sexta-feira(2) aos magistrados e membros do Ministério Público, que paralisaram suas atividades durante uma hora em protesto a aprovação de medidas por deputados federais permitindo a punição de membros do Judiciário por abuso de autoridade.

Para Jairo, os juízes “nunca trabalharam” destacando que os magistrados têm muito imprensado, feriado, duas férias ao ano e outras mordomias.

Mesmo diante de tantas críticas, o ex-presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, juiz Horácio Ferreira de Melo, fez um balanço positivo do protesto que foi realizado na quinta-feira(1).

– O balanço foi extremamente positivo. Conseguimos colocar mais de 50 juízes, mais de 30 promotores, procuradores da República e do trabalho. Uma mobilização que deu a nós a certeza que a sociedade precisa se acordar para esse pacote de medidas, que objetivam prejudicar o trabalho do Poder Judiciário e do Ministério Público – disse.

Na oportunidade, Horácio rebateu as declarações do presidente da OAB e lamentou.

É lamentável que um advogado, que representa uma categoria importante na estrutura do Judiciário, venha com palavras vazias, com o comportamento antiético, desrespeitoso. Essa mobilização não prejudicou em nada o jurisdicionado, porque após o momento que nós fizemos, voltamos aos nossos gabinetes e fizemos as audiências que estavam programadas. É preciso que a OAB assuma a responsabilidade do seu ato, seja protagonista da história e não fique contra as medidas que objetivam acabar a corrupção nesse país.Nós não estamos preocupados com criminalização de A ou de B, o que nós queremos é ter independência assegurada para exercer um excelente papel em prol da sociedade- rebateu.