Reunião marca “último capítulo” da “novela” Campinense e Marcelinho Paraíba

Compartilhe essa notícia

Essa quarta-feira (26) deve marcar o dia do último capítulo da “novela” Marcelinho Paraíba e Campinense.

Um almoço marcado entre o jogador e o presidente da Raposa, William Simões, logo mais, vai definir a situação do meia revelado pelo Rubro-Negro no início da década de 1990.

Entre o atleta de 41 anos e o clube está mantido o acordo, assim como as bases salariais acertadas há duas semanas, como noticiou o PARAIBAONLINE.

O problema é que, desde o último final de semana, quando Marcelinho se encontrava na Alemanha para acertar seu jogo de despedida com o Hertha Berlim, clube o qual defendeu por seis temporadas, o seu empresário, Orlando Almeida, entrou em contato com Simões.

Na conversa que tiveram, por telefone, o agente do atleta adicionou algumas “cláusulas” ao acerto firmado verbalmente entre o mandatário rubro-negro e o filho de Pedrinho Cangula.

Orlando deu entrevista à RPN, de João Pessoa, e deu as negociações por encerradas, argumentando que o Inter de Lages-SC, equipe com a qual Marcelo tem contrato até maio de 2017, deseja contar com o jogador para a próxima temporada.

Em contato com esta reportagem, William afirmou que toda a negociação foi tratada diretamente com Marcelinho, que visitou o Estádio Renatão duas vezes. Seu pai, Pedrinho Cangula, um dos maiores artilheiros do Campinense, também esteve na Toca da Raposa para conversar com os dirigentes rubro-negros.

Orlando Almeida estaria exigindo o pagamento de dois meses de salários adiantados, além da tradicional comissão que geralmente os empresários de jogadores cobram aos clubes ou até mesmo aos próprios atletas.

William Simões, por sua vez, adianta que não mudará uma vírgula do que foi acordado com Marcelinho Paraíba. O dirigente até admite adiantar um mês de salário para o meia, como também é praxe em algumas negociações no futebol.

Contudo, pelo que declarou o presidente da Raposa ao PARAIBAONLINE, se a manutenção do acerto do jogador com o Campinense depender das exigências de Orlando Almeida, o negócio estará realmente encerrado, e Marcelo Cangula não vestirá a camisa rubro-negra em 2017.