Trabalhadores ocupam sede do Incra em protesto contra política de reforma agrária

Compartilhe essa notícia

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT), que fazem parte da Via Campesina, ocuparam a sede do Incra, em João Pessoa, hoje (5), para protestar contra as medidas anunciadas pelo governo Temer para a reforma agrária.

 

Em nota divulgada para a imprensa, a Via Campesina alerta que as medidas tomadas pelo atual governo irão beneficiar os grandes fazendeiros que ocupam terras griladas e prejudicarão os trabalhadores do campo e os sem-terra.

Segundo o deputado estadual Frei Anastácio, que está apoiando a manifestação, as medidas anunciadas pelo governo Temer estancam a reforma agrária no país.

“O governo quer realizar a titulação de todas as terras públicas. Isso beneficiará diretamente os grileiros, em todo o país, e prejudicará os agricultores familiares da reforma agrária e quem ainda lutam por terra. Só na Paraíba, existem mais de quatro mil famílias morando em barracas de lonas à espera de terra para trabalhar e existem mais de cem mil assentados que precisam da assistência do governo. Se a titulação for feita, esses assentados perdem os incentivos financeiros da reforma agrária”, disse o deputado.

FONTE: Da Redação com Ascom