Durante debate, Romero aponta dívidas deixadas pela gestão de Veneziano

Compartilhe essa notícia

O prefeito de Campina Grande e candidato a reeleição, Romero Rodrigues (PSDB), afirmou, no debate proferido pelo Sistema Correio de Comunicação, nesta segunda-feira (22), que o também candidato Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) deixou diversas dívidas ao final de seu mandato, envolvendo empréstimos, servidores e fornecedores.

Ele apontou que os débitos precisaram ser colocados em dia durante sua gestão, o que dificultou a reabertura dos restaurantes populares e cozinhas comunitárias.

Romero frisou que, diante da situação, as dívidas estão sendo postas em dia para que os restaurantes possam ser reabertos e citou que a unidade do Distrito dos Mecânicos já foi totalmente restaurada.

Romero também mencionou que Veneziano deixou uma dívida de mais de R$3 milhões com desvios de recursos do Fome Zero.

– Quando nós assumimos a Prefeitura, nós nos deparamos com um caos que foi instalado no município com a falta de pagamento. Eles se aproveitaram do Governo Federal o tempo todo e na hora que a presidente Dilma precisou, deram as costas – colocou Romero, ao lembrar que o partido de Veneziano, assim como o próprio peemedebista, votou a favor da abertura do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).