Associação de Magistrados deve acionar presidente do Sintab por declaração pública

Compartilhe essa notícia

“Eu vou examinar posteriormente essa declaração e devemos, como entidade associativa, tomar todas as medidas judiciais cabíveis. Porque pessoas desse nível, que não têm capacidade de se manifestar publicamente e utiliza os meios de comunicação para afrontar um Poder Judiciário e a dignidade de seus juízes e juízas, merecem responder processualmente pelos seus atos”.

Esta foi a resposta do juiz Horácio Melo, presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, ao presidente do Sintab, Nazito Pereira, que afirmou ontem (30) em entrevista, que o prefeito Romero Rodrigues e os ex-prefeitos de Campina Grande em vez de resolverem os problemas referentes ao PCCR da Saúde, se aliam aos “seus amigos juízes para pedir a ilegalidade da greve”.

 

O juiz disse que a declaração do sindicalista foi “extremamente infeliz” e que é “lamentável que um dirigente sindical utilize de meios de comunicação para fazer esse tipo de acusação”.

Horácio (foto) ressaltou a imparcialidade da Justiça na tomada de decisões, sejam elas quais forem, e mesmo que haja alguma amizade entre representantes do Judiciário e do Poder Executivo, nada influi no julgamento.

– Eu quero ressaltar que os juízes são pessoas íntegras, sérias e decentes e que cumprem fidedignamente a lei – falou.

O magistrado acusou o presidente do Sintab de ser “pobre de espírito e despreparado intelectualmente” e que não teria a menor condição de representar a categoria dos servidores da Prefeitura de Campina Grande.

FONTE: Da Redação