Botafogo e Campinense iniciam decisão do Campeonato Paraibano

Compartilhe essa notícia

Passados 122 dias de quando a bola rolou pela primeira vez na temporada, o Campeonato Paraibano 2016 finalmente chegou na esperada decisão.

O que deveria ter sido resolvido em pouco mais de três meses, dado todo o “esforço” da FPF para se enxugar o certame em 16 datas, entra junho a dentro pelo terceiro ano consecutivo, em mais uma prova de desorganização, falta de planejamento.

Nesta quarta-feira (01), no Almeidão, em João Pessoa, enfim a bola vai rolar para Botafogo-PB e Campinense, primeiro jogo das finais do estadual.

É a 11ª vez na história que, direta ou indiretamente, as duas equipes decidem o certame.

No retrospecto, melhor para a Raposa, que venceu seis vezes, enquanto o Belo levou a melhor em quatro oportunidades.

Sem levar em conta o formato de disputa, será a terceira vez consecutiva que o vencedor do Paraibano sairá do Clássico Emoção.

Em 2014, deu Belo em pleno estádio Amigão, em Campina Grande, na finalíssima.

Ano passado, o Rubro-Negro fez a melhor campanha do quadrangular decisivo e levantou a taça, enquanto o time pessoense foi vice.

O primeiro jogo desse “tira-teima” começa logo mais, às 20h30.

E para levantar o caneco pela 28ª vez em sua história, o Botafogo-PB não tem problemas para os primeiros 90 minutos das finais.

O treinador Itamar Schulle conta com todo elenco à disposição, com exceção dos reforços que chegaram nas duas últimas semanas e não puderam ser inscritos no Paraibano.

Com relação à última partida que disputou, quando venceu o Cuiabá por 1 a 0, pela Série C, no último sábado, o comandante do Belo tem a possibilidade de mexer na zaga.

Plínio, que deu lugar à Nildo no fim de semana, volta aos titulares para fazer dupla com Marcelo Xavier.

Já no meio-campo, se optar por sair mais para o jogo, Itamar deve substituir Gedeil por João Paulo.

 

No Campinense, que ainda não perdeu na competição e pode conquistar o Paraibano de forma invicta pela primeira vez na sua centenária história, o técnico Francisco Diá tem apenas uma dúvida para iniciar a arrancada rumo ao seu 20° título estadual.

É que o atacante Reginaldo Júnior sentiu dores no joelho esquerdo na última segunda-feira, e sua presença será definida momentos antes da partida.

Caso não jogue, o coringa Filipe Ramon treinou para substituí-lo.

Por outro lado, após sofrer com a falta de criatividade no meio campo nas semifinais contra o CSP, Diá terá um importante retorno para as decisões.

O armador Roger Gaúcho, que havia sido afastado por indisciplina, resolveu seu problema internamente, pediu desculpas aos companheiros, foi reintegrado e já treinou entre os titulares.

Por ter melhor campanha geral no Paraibano, a Raposa joga por uma soma de dois resultados iguais para ser bicampeão estadual.

A segunda partida da decisão será realizada somente no próximo dia 15, no Amigão, em Campina Grande.

Arbitragem

Depois de um troca forçada pela escala da CBF para a rodada desse meio de semana da Série A do Brasileiro, Renan Roberto vai apitar o primeiro jogo das finais do Paraibano 2016 no lugar de Pablo Alves, que passou a ser o mediador da decisão daqui a 14 dias.

Hoje Renan contará com os auxílios de José Maria Neto e Márcio Freire.

Prováveis escalações

Botafogo-PB: Michel Alves, Ângelo, Plínio (Nildo), Marcelo Xavier, Jefferson Recife; Gedeil (João Paulo), Djavan, Val, Marcinho; Carlinhos, Muller. Técnico: Itamar Schulle.

Campinense: Gledson, Negreti, Joécio, Tiago Sala e Danilo; Fernando Pires, Magno, Chapinha e Roger Gaúcho; Reginaldo Júnior (Filipe Ramon) e Adalgiso Pitbull. Técnico: Francisco Diá.

FONTE: Da Redação