Juizado da infância de CG realiza cadastramento de crianças para adoção

Compartilhe essa notícia

Nesta quarta-feira (25) é comemorado, em todo o país, o Dia da Adoção.

Em Campina Grande, o Juizado da Infância mobiliza casais que querem adotar crianças realizando conscientização dos mesmos a cerca do tema.

Em entrevista, o juiz Max Nunes explicou como é realizado o trabalho e como os grupos podem se integrar ao juizado.

– O dia 25 de maio é comemorado nacionalmente o Dia da Adoção porque os grupos de adoção se reúnem para fazer uma mobilização de apoio aos casais que querem adotar. Esses grupos não são do poder judiciário e sim da sociedade civil que participam. São casais que querem adotar, assim como pessoas que já adotaram e buscam sensibilizar esses casais sobre a adoção tardia, por exemplo – contou.

Max apelou ainda para que as mães que não querem ficar com seus bebês não os abandonem.

Ele orientou que as mesmas façam seus cadastros no juizado para que os profissionais possam encaminhar as crianças para a adoção.

– Antes as adoções eram feitas de foram direta entre mãe adotiva e a de sangue, ou simplesmente eram abandonadas. Esse ano a gente está focando nos casais e fazemos apelo às mães que estão pré- dispostas a abandonar seus filhos que procurem a vara da infância para que a gente possa encaminhá-lo para sua adoção. Nós vamos procurar uma família para essa criança – frisou.