Governador critica Temer: não se muda convicções como quem troca de paletó

Compartilhe essa notícia

Convicções não se mudam como se muda de paletó, declarou o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), em entrevista na tarde dessa quarta-feira (18), quando questionado sobre sua relação com o presidente interino Michel Temer (PMDB), que assumiu o governo após o afastamento da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), que enfrenta processo de impeachment.

Segundo Ricardo, há duas formas de classificar a sua visão a Michel.

Ele frisou que como governador, deve respeito e que vai cobrar do peemedebista, recursos para a melhoria dos paraibanos.

– Eu acho que tem duas situações bastante distintas. Uma delas é a minha representação, a representação institucional de governador que se reúne com ministros, presidente, chefes de estado que nos dá um respeito mútuo, e propõe que façamos cobranças para a melhoria do nosso estado. Eu sou governador, independente de quem estiver no exercício da Presidência vou me relacionar no âmbito institucional – revelou.

Coutinho lembrou que a segunda forma refere-se às suas convicções político-ideológicas.

O socialista disse que não trocará de posição por Michel ter assumido. Ele disse que legitimidade é algo dado pelo povo e reafirmou que continua respeitando a democracia.

– Eu tenho minhas convicções. Essa não se muda como se muda de paletó. Eu não faço projeções obscenas. Acho que é preciso respeitar algo que é a construção de projeto democrático do nosso país, onde a população precisa ser juíza. É dela que deve vir o poder e a legitimidade – argumentou.