Ricardo critica o papel da mídia nacional no impeachment de Dilma

Compartilhe essa notícia

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) avaliou, durante entrevista ao jornalista Arimatéa Souza na tarde desta quarta-feira (18), a atual conjuntura nacional após o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ricardo comentou que o processo de impeachment que sofre a presidente não é contra o Partido dos Trabalhadores e sim a pessoa específica de Dilma.

O governador questionou o papel da mídia, que, segundo ele, não noticia mais as questões ligadas à corrupção.

Para Ricardo, a governabilidade deve vir do povo e é ele quem deve julgar.

– Eu estou muito preocupado com Brasil. Acho que demos um passo muito grande ao retrocesso e só o tempo irá explicar. Não é só uma pessoa. Não é só Michel Temer. É um processo de forças poderosas. Qual o papel da mídia? O Brasil passou por um momento extremamente importante sobre reflexão, sobre corrupção e hoje desapareceu dos noticiários. É como se fosse algo para derrubar um governo. Não existe impeachment contra partido, existe contra uma pessoa e ela hoje está fora do poder sem ter cometido crime de responsabilidade. Eu espero que a gente possa achar saídas que de legalidade e governabilidade – frisou.