Presidente do PT de CG comenta afastamento da presidente Dilma

Compartilhe essa notícia

Em entrevista na tarde desta sexta-feira (13), o presidente do PT de Campina Grande, Perón Japiassú, comentou sobre o afastamento da presidente Dilma Rousseff, que sofre processo de impeachment.

Perón disse que já esperava o processo e citou a relação ‘misógina e machista’ dos opositores de Dilma.

– Depois do que nós vimos na Câmara, já era esperado esse resultado como ocorreu ontem no Senado. Não sou daqueles que torce para o ‘quanto pior melhor’, mas ainda não consegui vislumbrar o motivo desse afastamento. O que aconteceu com Dilma foi por ela ser mulher. Foi algo altamente machista, tanto que no atual ministeriado não tem sequer uma mulher. Ela foi afastada por impopularidade. Devia-se punir Lula. Eu dizia sempre: O PMDB é o nosso maior adversário – desabafou.

O presidente do diretório municipal revelou ainda sua insatisfação com o PMDB e disse que Dilma dormiu com o inimigo.

– Eu acho que houve muitos erros. Primeiro só acredito nesse Brasil quando tiver uma reforma política, pois quando se está dormindo com o inimigo, elegem-se muitos deputados, e mantém a força como PMDB, que nunca tem culpa de nada. Estava com a maioria dos ministérios, a vice-presidência e não tem culpa de nada. Agora já não tem mais investigação para Aécio, extinguiram-se ministérios. Eu espero que eu esteja errado, mas é bom que as pessoas que foram as ruas, saibam que não era governo do PT, era governo de coalizão. Quem comanda o país hoje era quem fazia todas as exigências – afirmou.